Vida na roça: curiosidades que ninguém nunca te contou
02/10/2023

PUBLICIDADE

É comum que pessoas que nunca tiveram a experiência de morar em uma região rural tenham curiosidade de saber mais detalhes sobre o estilo de  vida na roça. Como será que é ter uma rotina diária com as atividades rurais?

Já adiantamos que, na maioria das vezes, não são tarefas fáceis. É uma rotina de muito trabalho, preocupações e tarefas que envolvem toda a família.

Neste artigo, iremos apresentar algumas curiosidades sobre a vida na roça que possivelmente ninguém nunca te contou. Confira!

A vida na roça é de muito trabalho!

Há pessoas que trabalham nas próprias fazendas e outras que possuem empregos em outras propriedades rurais. Independente disso, o trabalho sempre é árduo porque é dele que sai o sustento de toda família.

Existem as tarefas de plantio, cultivo e na colheita da safra.

PUBLICIDADE

Esse trabalho normalmente começa antes do sol nascer. Isso sem falar que durante o dia se enfrenta altas temperaturas, tornando portanto uma atividade árdua.

Ademais, existem as tarefas como a limpeza da casa e também o preparo da alimentação de toda a família. Nem sempre existe à disposição um fogão a gás ou micro-ondas.

A comida, em muitos casos, ainda é feita no fogão à lenha, tendo que controlar seu fluxo de fogo, por exemplo. Embora seja um trabalho cansativo, as comidas caseiras têm um sabor todo especial. Quem ainda não experimentou, não sabe o que está perdendo!

Entre as curiosidades de morar na roça é preparar a comida em um fogão de lenha.

PUBLICIDADE

Tem um sabor todo especial!
Outra curiosidade: como as pessoas acordam muito cedo e têm tarefas difíceis, a movimentação durante à noite é muito pouca na roça. Costuma-se dormir muito cedo porque o dia seguinte vai despertar com o cantar do galo.

Brinquedos artesanais

Entre as curiosidades, vamos falar da infância. A vida de uma criança na roça é bem diferente daquela que mora na cidade. É muito comum que as  crianças confeccionem seus próprios brinquedos com o que acharem no terreno de casa.

Essa é uma  herança cultural herdada dos antepassados, principalmente dos avós, que quase não tinham dinheiro ou acesso aos brinquedos industriais. No entanto, hoje, mesmo tendo melhores condições financeiras, nada impede que essas crianças possam seguir a mesma “tradição”, só por diversão e criatividade.

PUBLICIDADE

Quer alguns exemplos? Uma peteca feita com folha seca de bananeira (ou penas de galinhas espalhadas no terreiro) além de borracha, que pode ser um pedaço de chinelo arrebentado. E que tal aproveitar uma corda guardada no seleiro para brincar de “cabo de guerra”?

Liberdade de circulação

Na roça, as  pessoas circulam mais livremente pelos ambientes. Como as casas dos vizinhos geralmente são distantes, as caminhadas longas são parte comum do dia a dia. Podem ser feitas a cavalos, se forem muito longe.

Geralmente, os maiores perigos vêm da própria natureza, como cobras ou bois bravos, por exemplo. Mas, nada que todos já não estejam acostumados.

PUBLICIDADE

Vantagens da vida na roça

O acesso à frutas, verduras e outros produtos agropecuários frescos no terreiro de casa é uma grande vantagem. Esses recursos podem ser usados para a própria  subsistência das famílias, e também podem ser uma .

Ademais, viver em meio à natureza é algo realmente que traz tranquilidade. O ambiente rural tem o poder de renovar nossos ânimos e, por isso, é um destino comum nas férias. Esses efeitos não se perdem quando você vive nesse ambiente.

Outro detalhe interessante é que, morando na roça, existe uma maior sensação de segurança porque estará mais afastado da violência que atinge não apenas os grandes centros, mas também chega às médias e pequenas cidades.

Desvantagens da vida na roça

Devido a distância até a cidade, existem dois serviços que normalmente são mais difíceis. Um deles é ter acesso à educação, outro é buscar atendimento em postos de saúde.

Quem mora na cidade, mesmo em bairros afastados, quando precisa sair de casa e ir até um local distante, tem a opção do transporte público ou particular.

Entretanto, quando a sua vida é na roça, a situação é um tanto diferente. Existem situações em que é preciso se deslocar por quilômetros e com um “agravante”: enfrentar estradas nem sempre em boas condições. Em dias de chuva, então, haja desafio!

A vida na roça nem sempre é fácil. Se deslocar até à cidade depende, também, das condições da estrada.
O exemplo acima é apenas quando falamos de atividades “extra roça”. No campo, a vida é de muito trabalho, uma rotina de desafios que exige persistência, uma vez que é do cultivo das lavouras ou criação de animais que sai o sustento de toda família.

As pessoas têm que estar preparadas para executar tarefas muitas vezes pesadas durante todos os dias, mesmo finais de semana e feriados. Isso pode ser uma desvantagem, todavia, quem está acostumado não reclama.

O trabalho na roça é diário e não permite longas férias. Por outro lado colher o que plantou é muito recompensador.

Conclusão

Portanto, sabendo que a roça é um lugar completamente diferente da cidade, podemos concluir que a vida no campo também é muito diferente da urbana e as pessoas também se adaptam ao ambiente rural e suas particularidades. O mais importante é saber desfrutar de cada momento porque é dali que vem o sustento e a vida com a família.

PUBLICIDADE

AD