Supermercado faz acordo milionário com estado e dinheiro será usado no combate ao racismo estrutural
20/09/2023

PUBLICIDADE

O supermercado Atakarejo indenizará o Estado da Bahia em R$ 20 milhões em razão do caso de racismo que resultou nas mortes de Bruno e Yan Barros, em Salvador. O acordo coletivo foi homologado na segunda-feira (18) e o valor será pago em 36 parcelas, destinado ao Fundo de Promoção do Trabalho Decente (Funtrad). As ações que levaram ao acordo foram movidas pela Defensoria Pública da Bahia, pela ONG Educafro e pelo Centro Santo Dias. A família das vítimas não terá acesso ao valor.

Além da indenização, outras 41 cláusulas foram acordadas. O Funtrad usará os recursos para combater o racismo estrutural. O Atakarejo afirmou, em nota, que investirá em programas de combate ao racismo e redução de desigualdades. As investigações sobre o caso ainda estão em andamento.

PUBLICIDADE

AD