Viúva de médic0 m0rt0 no Rio, revela pedid0 que fez para marid0 antes do incident3; 'quase um pressentimen...Ver mais
08/10/2023

PUBLICIDADE

Verônica Gomes Almeida, a esposa de Perseu Ribeiro de Almeida, um dos médicos tragicamente mortos a tiros na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, revelou em uma entrevista ao O Globo que teria pedido ao marido para evitar sair do hotel e se expor aos perigos da cidade na noite do incidente, descrevendo esse sentimento como "quase um pressentimento". Perseu, que deixou uma filha de 3 anos e era casado com Verônica há cinco anos, foi brutalmente assassinado naquela noite.

O casal havia decidido que Perseu não sairia para circular pela cidade devido à violência que estava em evidência nos noticiários. Verônica seguiu o acordo, mas Perseu decidiu ir a um quiosque próximo ao hotel em que estavam hospedados, onde ocorreu a tragédia.

Antes do crime, Perseu enviou uma foto com amigos e colegas de profissão para sua esposa, com quem trocou algumas palavras.

PUBLICIDADE

Ela expressou seu desejo de que Deus o protegesse e guiasse seus passos. Perseu brincou sobre sua localização, mencionando a Rocinha, e disse que iria tomar banho com o celular na banheira. Verônica alertou sobre os perigos disso, e ele respondeu com humor, mencionando o medo de um choque elétrico.

Na manhã seguinte ao crime, Verônica tentou entrar em contato com seu marido, que não havia respondido à sua última mensagem. Ela ligou para o quarto do hotel e tentou contatá-lo pelo Instagram, mas não obteve resposta. Foi por meio da imprensa que Verônica soube que a polícia suspeitava que seu marido havia sido confundido com um miliciano, acrescentando ainda mais tragédia a essa terrível situação.

PUBLICIDADE

AD