Você baba enquanto dorme? Então você precisa saber disso com urgência
02/10/2023

PUBLICIDADE

Em algum momento da vida, é provável que você já tenha ouvido falar sobre as características de babar enquanto dorme e a suposta relação disso com a qualidade do sono. Com a disseminação dessas afirmações nas redes sociais, o site oficial da Globo decidiu consultar especialistas para esclarecer o assunto de uma vez por todas.

O diretor do Laboratório do Sono do Incor, Dr. Geraldo Lorenzi Filho, esclareceu que as notícias que associam o ato de babar durante o sono a uma alta qualidade do sono são imprecisas e falsas.

Lorenzi Filho enfatizou que babar não tem nenhuma conexão com um sono saudável ou com o desligamento cerebral, como algumas notícias enganosas propagam nas redes sociais. Ao contrário desses barcos, a saliva que escorre pela boca não indica que estamos respirando de forma adequada ou que o cérebro está entrando em um sono profundo.

PUBLICIDADE

O pneumologista explicou que, do ponto de vista científico, o correto é dormir com a boca fechada e a língua posicionada no céu da boca, permitindo a respiração pelo nariz e evitando o ato de babar. Quando alguém baba, isso pode ser um sinal de obstrução nasal, o que leva à respiração pela boca durante o sono e, consequentemente, à projeção da língua para a parte de trás da boca, causando ronco.

A professora de neurologia, Dra. Magda Lahotgur Nunes, também esclareceu que não existe relação entre babar e alcançar um sono de qualidade. Ela alertou que, mesmo se alguém conseguir entrar em uma fase de sono profundo conhecida como sono REM, não é necessário babar. Pessoas que roncam ou babam durante o sono devem procurar ajuda médica, pois isso pode indicar problemas de saúde subjacentes.

PUBLICIDADE

Uma Dra. Nunes associou o hábito de babar durante o sono a possíveis obstruções nasais ou apneias do sono, e recomendou investigações para verificar a presença de hipertrofia das amídalas ou adenoides em indivíduos que apresentam esse comportamento.

Além disso, é importante destacar que babar durante o sono pode ter consequências prejudiciais, como halitose (mau hálito) e problemas vocais. O organismo produz, em média, um litro de saliva por dia quando estamos acordados, mas os músculos da boca permanecem em atividade mesmo quando não estamos mastigando ou falando. No entanto, durante o sono, esses músculos relaxam, e a boca pode ficar aberta, facilitando o ato de babar, que é involuntário.

O dentista-dentista Leonardo Tribis ressaltou que pessoas que babam durante o sono podem apresentar lábios inferiores enfraquecidos, rachados e ressecados, além de desenvolver problemas como ronco, halitose, deglutição atípica e alterações vocais devido ao ressecamento das cordas vocais. Portanto, é importante considerar essas implicações ao lidar com o hábito de babar durante o sono.

PUBLICIDADE

AD