Lembra do rapaz que teve a testa tatuada ‘ladrão e vacilão’? Após confusão ele acabou de… Ver mais
13/11/2023

PUBLICIDADE

Ruan Rocha da Silva, de 22 anos, conhecido por ter a frase "Eu sou ladrão e vacilão" tatuada à força na testa em 2017, voltou às manchetes ao ser detido em Cotia, na Região Metropolitana de São Paulo. O episódio recente envolve suspeitas de tentativa de furto em uma residência local. O jovem, que se tornou notório ainda adolescente devido à tatuagem involuntária, foi apreendido pela Guarda Civil Metropolitana (GCM) após ser avistado por moradores que testemunharam sua entrada pela janela do banheiro.

A detenção ocorreu na rua Potengi, e as autoridades confirmaram a ocorrência, revelando que Ruan foi conduzido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Atalaia, em Cotia, para receber atendimento médico. Posteriormente, foi encaminhado à delegacia local.

PUBLICIDADE

Até o momento desta redação, o jovem aguardava a realização de exame de corpo de delito.

Ruan, que lida com dependência química desde a época da tatuagem forçada, já havia enfrentado problemas com a justiça em ocasiões anteriores. Em março de 2018, foi detido por furtar desodorantes em um supermercado, e em fevereiro de 2019, por roubo de R$ 20, um moletom e um celular em uma unidade de saúde em São Bernardo do Campo, cidade onde sofreu a agressão em 2017.

O histórico criminal do jovem inclui uma condenação de 4 anos e 8 meses de prisão em regime semiaberto, referente ao segundo crime. A juíza responsável pelo caso enfatizou a periculosidade de Ruan para a sociedade, citando o uso de violência contra uma das vítimas e seu envolvimento prévio com a justiça desde a adolescência. Após a detenção recente, não foram divulgadas informações sobre a identidade do advogado que o representará.

PUBLICIDADE

AD